DISCIPLINAS
Formação Continuada da Escola Recursos da Escola Espaço Escola - Fotos Serv. Públicos de Apoio Escolar Notícias da Educação Notícias da Escola Fale Conosco disciplinas

Quantidade de Páginas visitadas

ARTE AFRICANA
Arte Africana

Características da arte africana, exemplos, influências, obras de arte, elementos artísticos e culturais, máscaras de madeira, obras em ouro e marfim, as esculturas e pinturas, influências e arte afro-brasileira

Máscara africana de Madeira





Introdução

A arte africana é um conjunto de manifestações artísticas produzidas pelos povos da África subsaariana ao longo da história.

História e características da arte africana

O continente africano acolhe uma grande variedade de culturas, caracterizadas cada uma delas por um idioma próprio, tradições e formas artísticas características. O deserto do Saara atuou e continua atuando como uma barreira natural entre o norte da África e o resto do continente. Os registros históricos e artísticos demonstram indícios que confirmam uma série de influências entre as duas zonas. Estas trocas culturais foram facilitadas pelas rotas de comércio que atravessam a África desde a antiguidade.

Podemos identificar atualmente, na região sul do Saara, características da arte islâmica, assim como formas arquitetônicas de influência norte-africana. Pesquisas arqueológicas demonstram uma forte influência cultural e artística do Egito Antigo nas civilizações africanas do sul do Saara.

A arte africana é um reflexo fiel das ricas histórias, mitos, crenças e filosofia dos habitantes deste enorme continente. A riqueza desta arte tem fornecido matéria-prima e inspiração para vários movimentos artísticos contemporâneos da América e da Europa. Artistas do século XX admiraram a importância da abstração e do naturalismo na arte africana.

A história da arte africana remonta o período pré-histórico. As formas artísticas mais antigas são as pinturas e gravações em pedra de Tassili e Ennedi, na região do Saara (6000 AC ao século I da nossa era).

Outros exemplos da arte primitiva africana são as esculturas modeladas em argila dos artistas da cultura Nok (norte da Nigéria), feitas entre 500 AC e 200 DC. Destacam-se também os trabalhos decorativos de bronze de Igbo-Ukwu (séculos IX e X) e as magníficas esculturas em bronze e terracota de Ifé (do século XII ao XV). Estas últimas mostram a habilidade técnica e estão representadas de forma tão naturalista que, até pouco tempo atrás, acreditava-se ter inspirações na arte da Grécia Antiga.

Os povos africanos faziam seus objetos de arte utilizando diversos elementos da natureza. Faziam esculturas de marfim, máscaras entalhadas em madeira e ornamentos em ouro e bronze. Os temas retratados nas obras de arte remetem ao cotidiano, a religião e aos aspectos naturais da região. Desta forma, esculpiam e pintavam mitos, animais da floresta, cenas das tradições, personagens do cotidiano etc.



Chegada ao Brasil

A arte africana chegou ao Brasil através dos escravos, que foram trazidos para cá pelos portugueses durante os períodos colonial e imperial. Em muitos casos, os elementos artísticos africanos fundiram-se com os indígenas e portugueses, para gerar novos componentes artísticos de uma magnífica arte afro-brasileira.
Mostra de teatro estudantil de Maringá
www.google.com.br/url
PAS - UEM


OLÁ

PARA FAZER SUA INSCRIÇÃO NO PAS ACESSEM:

http://www.vestibular.uem.br/
PIBID - Geografia





O Pibid Geografia Uem


O Pibid Geografia da Universidade Estadual de Maringá (DGE/UEM) é composto, atualmente, por 41 bolsistas de Iniciação à Docência (ID). Estes, em grupos de aproximadamente oito alunos e, em diferentes escolas do município e região metropolitana de Maringá, são supervisionados por cinco professores experientes que compõem o quadro próprio do magistério público do estado do Paraná e, colaborativamente, são coordenados por três professores vinculados à Universidade. Na atualidade as escolas parceiras são: 1. Colégio de Aplicação Pedagógica da UEM; 2. O Instituto de Educação Estadual de Maringá; 3. O Colégio Estadual Dr. Gastão Vidigal; 4. O Colégio Estadual Vital Brasil; e, 5. O Colégio Estadual Jardim Universitário, no município de Sarandi.



Caracterização Geral do Projeto:



A superação de uma didática tradicional pautada no repasse de conteúdos previamente definidos é um desafio permanente dos educadores identificados com os novos paradigmas do ensino-pesquisa. A Geografia Escolar é parte deste contexto na medida em que busca renovar os pressupostos teóricos e metodológicos da ciência e do ensino da ciência. O desejo é o de construir um ensino-aprendizagem que articule realidade, conhecimento e os sujeitos da comunidade escolar.



Essa renovação paradigmática está presente na Licenciatura em Geografia da Universidade Estadual de Maringá e nesse sentido a interação Universidade e Educação Básica é um componente essencial de qualificação da formação profissional dos futuros professores. As ações do presente Pibid Geografia oportunizam aos acadêmicos e docentes universitários as vivências teóricas e práticas inerentes a esse processo formativo.



O Projeto assume os fundamentos teóricos e metodológicos da análise geográfica que objetiva interpretar as combinações dos elementos naturais e sócio-culturais formadores do espaço geográfico. Esse conhecimento científico disciplinar com atualidade conceitual é compatível com a construção de uma didática na qual o conteúdo-forma seja objeto da participação coletiva e criativa discente e docente atendendo a universalidade da ciência e a dimensão sócio-histórica da prática social educativa escolar.



O Projeto assume ainda a metodologia da pesquisa-ação critico colaborativa. As ações projetadas terão sua dinâmica de realização construída no processo e com a participação da Universidade e da Escola. Daí que a explicitação de um cronograma flexível de execução. As ações estão definidas, mas atenderão as demandas e o ritmo de cada realidade escolar.



Objetivos gerais:



· Qualificar a formação de professores de Geografia desenvolvida na UEM;

· Intensificar a interação da Licenciatura em Geografia e a Educação Básica;

· Interagir com as demais áreas de conhecimento e com subprojetos Pibid na UEM;



Objetivos específicos:



· Oportunizar aos acadêmicos da Licenciatura em Geografia a criação e participação em de experiências de ensino-aprendizagem e outras atividades educativas relacionadas com o cotidiano escolar

· Conhecer a realidade ou o meio sócio-cultural da escola e refletir conjuntamente com a comunidade escolar sobre as possibilidades de interações dessa realidade com o currículo escolar;

· Elaborar recursos educacionais de ensino-aprendizagem de Geografia e desenvolver com os alunos da escola básica atividades relacionadas aos recursos criados;

· Participar com apresentação de trabalhos de eventos científicos na UEM e ou em outras Universidades;

·Divulgar os resultados das ações por meio de publicações impressas e virtuais.







Sobre o Colégio Estadual Jardim Universitário:



Tem sua fundação em 06 de fevereiro de 2012, a partir do desmembramento do Colégio Estadual Jardim Panorama, onde nos anos iniciais funcionou como uma extensão do mesmo nas dependências da faculdade UNISSA. Somente em 2014 o colégio ganha um prédio próprio, atualmente, a estrutura física conta com um bloco administrativo, onde estão às salas de direção, secretaria, sala dos professores, supervisão pedagógica e sala de reuniões; dois blocos de aulas com 20 salas; um bloco com cozinha, refeitório, biblioteca, um laboratório de informática e um laboratório de ciências, física e química, além de uma sala de aula ao ar livre e uma quadra coberta.

Localizado em um bairro de formação relativamente recente, o Colégio considera fundamental conhecer as expectativas dessa população, suas necessidades, valores, costumes, etc, para através disso atingir a comunidade e auxiliá-la a ampliar seu instrumental de transformação do mundo. Neste sentido, os 59 professores do Ensino Fundamental e Médio, além dos 26 funcionários administrativos, tem a finalidade básica de oferecer aos 1065 alunos matriculados nos períodos matutino e vespertino a garantia de uma educação básica, gratuita e igualitária.

A comunidade escolar é formada por pais trabalhadores, assalariados, constatando-se um número significativo de famílias com renda até três salários mínimos. Apesar de terem uma renda média considerada baixa, há um percentual grande de famílias com casa própria, predominando ainda a família constituída de pai, mãe e filhos.







O Colégio Estadual Jardim Universitário – Ensino Fundamental e Médio está localizado na Rua Conceição Aparecida de Magalhães, 681 em Sarandi (PR), é mantido pelo Governo do Estado do Paraná através da Secretaria de Estado da Educação e pertencente ao Núcleo Regional de Educação de Maringá.
Horário de entrada e saída
COLÉGIO ESTADUAL JARDIM UNIVERSITÁRIO








Atenção alunos









INFORMAÇÕES GERAIS


DIA DA BRIGADA ESCOLAR
NO DIA 03 DE SETEMBRO FOI REALIZADO NO COLÉGIO ESTADUAL JARDIM UNIVERSITÁRIO, O TREINAMENTO DO PLANO DE ABANDONO, QUE CONSISTE NA RETIRADA, DE FORMA SEGURA, DE ALUNOS PROFESSORES E FUNCIONÁRIOS DAS EDIFICAÇÕES ESCOLARES, POR MEIO DE EXECUÇÃO DE EXERCÍCIOS SIMULADOS. ESSE TREINAMENTO É REALIZADO NO MÍNIMO UMA VEZ POR SEMESTRE, CONFORME CALENDÁRIO ESCOLAR. A BRIGADA ESCOLAR É FORMADA POR UM GRUPO DE CINCO SERVIDORES DO ESTABELECIMENTO QUE ATUARÁ EM SITUAÇÕES EMERGENCIAIS, COMO MEDIDA PREVENTIVA DE ENFRENTAMENTO AS EMERGÊNCIAS E DESASTRES NATURAIS OU PROVOCADAS PELO HOMEM QUE COMPROMETEM A SEGURANÇA DA COMUNIDADE ESCOLAR.











CAMPEONATO BOM DE BOLA
O COLÉGIO ESTADUAL JARDIM UNIVERSITÁRIO, PARTICIPOU DO CAMPEONATO BOM DE BOLA FASE MUNICIPAL, CATEGORIA B MASCULINO. O CAMPEONATO FOI REALIZADO DE 05 À 06 DE SETEMBRO NO ESTÁDIO MUNICIPAL SARANDI ESPORTE CLUBE,   PARABENIZAMOS OS ALUNOS QUE PARTICIPARAM E COM MUITA GARRA REPRESENTARAM O COLÉGIO JARDIM UNIVERSITÁRIO.




VISITA AO MUSEU DO CESUMAR

COLÉGIO ESTADUAL JARDIM UNIVERSITÁRIO, LEVOU 70 ALUNOS DO (6º, 7º, 8º ANOS) AO MUSEU UNICESUMAR,  HISTÓRIA DE MARINGÁ.




ATUALMENTE A EXPOSIÇÃO, É SOBRE O GRÊMIO MARINGÁ, FUTEBOL É UMA GRANDE PAIXÃO DOS BRASILEIROS. DE NORTE A SUL, TIMES ESPORTIVOS FAZEM HISTÓRIA E CONTAGIAM TORCEDORES. EM MARINGÁ, NÃO FOI DIFERENTE E PARA RESGATAR E PRESERVAR A HISTÓRIA DO TIME DA CIDADE QUE TEVE O MAIOR DESTAQUE EM NÍVEL NACIONAL, O MUSEU UNICESUMAR ABRE A EXPOSIÇÃO "GRÊMIO MARINGÁ. POR MEIO DE VÍDEO DOCUMENTÁRIO, PAINÉIS COM FOTOS E TEXTOS, UNIFORMES, FAIXAS DE CAMPEONATOS, FLÂMULA E TOTENS DOS JOGADORES REPRODUZIDOS EM TAMANHO REAL, O PÚBLICO PODERÁ IMERGIR NA HISTÓRIA DE UM DOS PRINCIPAIS TIMES PARANAENSES DE TODOS OS TEMPOS. ENTRE OS DESTAQUES DA EXPOSIÇÃO ESTÁ A CONQUISTA DO CAMPEONATO BRASILEIRO EM 1969 E O TRICAMPEONATO PARANAENSE, NOS ANOS DE 1963, 1964 E 1977.



JOGOS



TIME CAMPEÃO DO TORNEIO DE QUEIMA 2013





TIME CAMPEÃO DO TORNEIO DE QUEIMA 2012





Em comemoração ao Dia das Crianças, foi realizado no Colégio Estadual Jardim Universitário várias atividades com os alunos, entre elas, torneio de futebol masculino, torneio de queima, torneio de taco e gincana. Para visualisar outras fotos clique aqui.



COMEMORAÇÃO AO DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA


O Dia Nacional da Consciência Negra é comemorado no dia 20 de novembro, em homenagem a morte de Zumbi dos Palmares no ano de 1695. Na semana em que esta data se insere é considerada como Semana da Consciência Negra, dedicada à reflexão sobre a participação do negro na sociedade brasileira.

No campo educacional, a Lei 10.639/03 incluiu no calendário o dia 20 de novembro como Dia Nacional da Consciência Negra, assim como a Deliberação CEE – PR 04/2006 que prevê essa data “como um momento de culminância das atividades desenvolvidas ao longo do ano letivo.” Pensando nisso, reconhecemos a importância de não só nesta data, mas em todos os momentos possíveis resgatar a contribuição africana e afrodescendente para nossa cultura, objetivando a superação e combate ao racismo e a promoção da igualdade racial em nossa sociedade.

Em comemoração à Consciência Negra, no Colégio Estadual Jardim Universitário do município de Sarandi, realizamos no dia 14 de novembro uma programação especial, e aproveitamos o momento para o encerrarmos as atividades desenvolvidas pela Equipe Multidisciplinar e demais professores e funcionários deste estabelecimento.

O evento, realizado nas dependências da escola, contou com a participação da comunidade escolar e iniciou com abertura do Grupo Almas de Rua com uma expressiva apresentação Afro Dance, em seguida, como resultado dos estudos abordados durante o ano letivo, tivemos o prazer de prestigiar os trabalhos de nossos alunos. O pátio repleto de painéis, produções escritas, vocabulário afro, histórias em quadrinhos, exposições de maquetes, pinturas em tela, camisetas confeccionadas a próprio punho pelos alunos, máscaras africanas demonstraram a dedicação tanto dos professores com a temática desenvolvida, quanto dos estudantes.

Um desfile com os alunos que se declararam afrodescendentes destacou a beleza afro brasileira, valorizando suas características e origens. Além do desfile, outras apresentações abrilhantaram nosso dia como jograis, músicas, poesias, atrativas danças afro-brasileiras, axé e coreografias de origem africana, um coral com todos os alunos da escola cantando a música “Imagine”, teatro de fantoche do livro “Menina Bonita do Laço de Fita”, teatro do livro: Pretinha, eu? encenado pelos alunos, e ainda, oficinas de capoeira e de instrumentos musicais africanos com a produção de sons. Para visualisar mais imagens clique aqui.




INFORMAÇÕES PAS UEM
PARA OBTER MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O PAS CLICK NO LINK ABAIXO...








Secretaria de Estado da Educação do Paraná
Av. Água Verde, 2140 - Água Verde - CEP 80240-900 Curitiba-PR - Fone: (41) 3340-1500
Desenvolvido pela Celepar - Acesso Restrito